segunda-feira, 2 de fevereiro de 2009

"MÁQUINA DO TEMPO FOTO ARTE" - Viaje no tempo tirando uma foto de época no Museu Vicente Celestino:


O fotógrafo, publicitário e produtor cultural Marcos Cassilhas criou um figurino de época datado do início do século XX, e com sua câmera mágica, registra fotos que parecem ter sido tiradas há mais de 100 anos. No Museu Vicente Celestino o visitante pode vestir o figurino, tirar sua foto e levá-la como lembrança de sua ida à Conservatória. As fotos podem ser tiradas dentro do museu junto à objetos antigos expostos, ou em frente ao maior monumento de Conservatória, a Locomotiva 206, uma locomotiva de 200 anos. É imperdível.

7 comentários:

  1. Nossa que máximo essas fotos de época. Vou a Conservatória só para tirar uma. Parabéns pelo trabalho. Um abraço.
    Michele Lamas.

    ResponderExcluir
  2. olá caros amigos. Estou muito emocionado com o blog de vocês, me fez relembrar meus tempos de criança que eu ouvia as canções de Vicente Celestino junto aos meus pais. Espero poder visitar o museu pessoalmente em breve. Parabenizo o museu, as fotos e músicas do blog. Obrigado pelo presente.
    João Paulo Damasceno.

    ResponderExcluir
  3. Estava escutando as musicas do Vicente Celestino e recordei os momentos felizes que passei com o grupo de teatro Persona, onde fizemos a peça teatral, "O Luar de Paquetá" e "A Paixão de Cristo". Foram bons tempos que levo no meu coração até hoje.Como Wolney recitava bem a canção "O ébrio"...
    Hoje, com um filhinho,faço questão que quando cresça possa conhecer as musicas de Vicente. Beijos Cátia Cid

    ResponderExcluir
  4. ESTIVE EM CONSERVATÓRIA E FIQUEI FASCINADA COM A MAQUINA DO TEMPO, FOI UMA DELICIA COLOCAR AQUELAS ROUPAS LINDAS, EU E MEU FILHO ADORAMOS, SEM CONTAR A FOTO FICOU ÓTIMA.

    ResponderExcluir
  5. um cenario maguinifico de arte e cultura,conserteza o maior acervo particular da america latina é em conservatória

    ResponderExcluir
  6. meu nome é clarisse Dasnett e morei na Belgica durante 7 anos e visitei conservatoria.chorei de alegria e emoçao.pois me lembrei da vida que tinha la.nao existia triteza e sim CULTURA.

    ResponderExcluir